Notícias

12/04/2019

Facebook irá diminuir alcance de grupos que espalham fake news

Facebook irá diminuir alcance de grupos que espalham fake news

O Facebook acaba de lançar algumas atualizações para reduzir o alcance de conteúdo nocivo na plataforma. Agora, as informações postadas em grupos que “compartilham repetidamente desinformação” serão distribuídas para menos pessoas na linha do tempo. Muitos desses grupos foram usados para distribuir propaganda e fake news que acabaram influenciando nos resultados das eleições de diversos países, como Estados Unidos.

A plataforma também anuncia que vai começar a medir se os veículos que possuem páginas da rede social são de fato negócios estruturados, em vez de apenas serem populares entre os usuários. Isso determinará a visibilidade que as notícias terão na linha do tempo. O sistema funcionaria semelhante ao ranqueamento de páginas que o Google aplica nos resultados de busca, priorizando sites frequentemente vinculados a outros.

Outra novidade é a adoção da checagem de informações: em parceria com a Associated Press, o Facebook fará a checagem de alguns vídeos que receberão um indicador de credibilidade. Esses indicadores são padronizados pelo The Trust Project, um grupo formado por grupos jornalísticos empenhados em garantir a credibilidade dos conteúdos.

Alguns recursos no WhatsApp criados para barrar a disseminação de notícias falsas estarão disponíveis agora no Messenger. Por meio de “botões de contexto”, os usuários poderão encontrar mais detalhes sobre as informações que estão compartilhando.

Além disso, a rede social implantará outras novas mudanças para aumentar a segurança dos usuários, entre elas: uma ferramenta de bloqueio mais detalhada no Messenger; inclusão de selos de perfis verificados no mesmo aplicativo; possibilidade de remover postagens e comentários de um grupo, mesmo depois de sair do grupo; inclusão de mais informações sobre "Qualidade da página", incluindo seu "status em relação ao clickbait”; restrição de conteúdos que não foram aprovados no Instagram e endurecimento do escrutínio na moderação dos grupos, quando um grupo está violando as regras. 





FONTE: itmidia COM HC3 TELECOM